Raça das Trevas e Armaduras Místicas

SAUDAÇÕES FNORDIANAS a todos! O Covil GURPS passara por um período de quietude sequiosa, numa dormência suspeita, como a de um velho dragão que tira um cochilo antes da inevitável refeição. Todos os sinais indicavam uma inércia pouco ameaçadora, incapaz de projetar qualquer insegurança aos (incautos) aventureiros que ousaram transitar pelas proximidades mais serenas da entrada do Covil… Mas, acautelai-vos! Pois chegaram dois novos artigos para nosso atroz e querido Covil GURPS. E ambos escritos pelo célebre Luiz Hasse, autor de diversas aventuras já publicadas neste blog. O primeiro artigo

LEIA MAIS