Conto: As Sandálias de Micalus

Micalus rosnou como um cão quando o gordo estalajadeiro atirou-lhe restos de ossos, no momento em que tentava furtar parcos pedaços de pão. Ele era um gatuno esperto, e sabia como dissimular e enganar a todos, do mercador a criancinha, mas por algum capricho do mundo, ele fatidicamente se desgraçava. Micalus comia com os bufões e os desleixados e desajeitados das ruas sujas da grande KALAR, de vielas gotejantes e prédios de janelas pendentes e assustadoramente cinzentas. Em certa manhã fria, quando o inverno já se despedia, Micalus caiu

10/11/17