Aventuras do Jovem Mímico – I

-“Carne sendo cortada é algo incessante, Seguido por gritos, assim como sangue. Sem misericórdia, matam as criaturas, Apenas por deixarem, algumas aberturas.   Com flechas, espadas e até mesmo magias, Matam-nos e torturam, como pura ousadia. Não perdoam seus iguais, e muito menos seus diferentes, De forma a deixar, seus pecados transparentes.   No final do dia, celebram com festança, Os tesouros roubados junto à matança. Alguns os chamam de feras e monstros, Mas eu prefiro chama-los, pelo nome: Humanos.” Uma grossa e firme voz pronunciava tais palavras, que saiam

LEIA MAIS